Ciência às Seis e Meia | Museu Nacional: elogio, lamento, augúrio

Na quarta-feira, 5 de dezembro, o antropólogo, ex-diretor e vice-diretor do Museu Nacional, Luiz Fernando Dias Duarte, fala sobre os caminhos futuros da instituição, aqui no Museu do Amanhã, no próximo Ciência às Seis e Meia. A edição de dezembro acontece às 18h30, no nosso Observatório do Amanhã.

Para Duarte, que é também consultor do Museu do Amanhã, o recente incêndio da sede principal do Museu Nacional traz à memória as principais características acadêmicas, científicas e históricas de uma trajetória institucional bicentenária. “Também nos faz olhar para as perdas acarretadas pelo desastre e as iniciativas em curso para a reconstrução do Palácio de São Cristóvão e suas exposições para nos ajudar a pensar no futuro para o novo século”, reitera.

 

Inscreva-se gratuitamente no site do Museu do Amanhã.

A inscrição garante a sua participação no evento.

 

Ciência às Seis e Meia

O projeto Ciência às Seis e Meia é um ciclo de palestras de grandes cientistas para públicos não especializados. Criado nos anos 80 pela Regional Rio de Janeiro da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), tornou-se programa indispensável para quem gosta de conhecer novas ideias e perspectivas nas mais diversas áreas do conhecimento. Para o ano de 2018, o Ciência às Seis e Meia é realizado em parceria com o Museu do Amanhã e ocorre na primeira quarta-feira do mês, sempre às seis e meia.

Ciência às Seis e Meia é organizado pela SBPC – RJ e SBPC – Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, em  parceria com o Museu do Amanhã e o site de divulgação científica A Ciência Explica.

Deixe seu comentário