Inscrições abertas para a 13ª Semana de Biomedicina da UNIRIO

A 13ª Semana de Biomedicina da UNIRIO ocorrerá entre os dias 9 e 13 de novembro no formato online no canal do YouTube da semana.

Em 2020, a Semana de Biomedicina da UNIRIO questiona o alcance da ciência nos diferentes níveis da sociedade e traz a discussão para dentro das universidades e da comunidade acadêmica, principalmente a comunidade biomédica. O tema “Ciência: até onde ela alcança?”, apresentado como um questionamento, leva a Semana de Biomedicina a observar as práticas da saúde e das ciências e apresentar as abordagens sociais relacionado às ciências. Assim como a edição anterior, que reuniu mais de 290 participantes no Instituto Biomédico (Rio de Janeiro), a Semana de Biomedicina revisita a divulgação científica para expor os problemas e identificar as soluções da abrangência da ciência, o que reforça a importância da divulgação científica nos momentos atuais.

Quem produz as ciências no Brasil? Que utiliza as ciências? Até onde elas chegam? Como as ciências podem ajudar? Por que as ciências estão aqui? Essas são indagações iniciais bem definidas e que os organizadores propõem que sejam discutidas ao longo do evento, não com o objetivo de encontrar as respostas, mas com a intenção de estimular novos questionamentos que motivarão os participantes a continuar refletindo.

“A SBMU desse ano amplia seu público, sendo um evento totalmente gratuito e online. Além de que contamos com pesquisadores de diversos lugares do Brasil, que ministrarão diversos minicursos e inúmeras palestras dentro do nosso tema ‘Ciência, até onde ela alcança’.”, diz Natália Araujo, da comissão organizadora.

Confira a programação

Como a maioria dos eventos em 2020, a 13ª Semana de Biomedicina da UNIRIO ocorrerá no formato remoto com apresentações ao vivo no YouTube da semana. Durante os cinco dias de evento haverá debates, minicursos e mesas redondas com profissionais experientes de diferentes áreas científicas. Ao final dessa semana, ainda ocorrerá um mini-evento voltado para os alunos de ensino médio e curiosos pela ciência e pelo curso de biomedicina.

A Semana de Biomedicina apresentará palestras sobre letramento em saúde, fisiologia do esporte, doenças relacionadas à população negra vulnerabilizada, cérebros feitos do xixi: organoides cerebrais e o avanço das neurociências, o biomédico na pesquisa clínica: mercado de trabalho e os tempos atuais, metabolômica em atletas e cardiopatas, ventiladores pulmonares para COVID-19, farmacologia da depressão, transexualidade e saúde pública, processo político da criação do SUS e os desafios enfrentados pela ciência.

Quanto aos minicursos, serão oferecidos os mais diversos: toxicologia das drogas de abuso, citometria de fluxo, células-tronco e terapia celular, hematologia e hematoterapia, modelo animal, introdução à citogenômica, desenvolvimento de vacinas, bioestatística e o uso do R, perícia criminal, o papel do biomédico no diagnóstico por imagem, data science, metodologia para avaliação da sensibilidade aos microbianos, diagnóstico de doenças raras, divulgação científica, biossegurança, proteômica e metabolômica e estética.

Além da programação durante a semana, a comissão organizadora está preparando uma amostra do evento principal para alunos do ensino médio com o objetivo de apresentar o curso e profissão de biomedicina para os mais jovens.  O mini-evento ocorrerá nos dias 14 e 15 de novembro e está com as inscrições abertas.

Inscreva-se

Acessem o Instagram da Semana de Biomedicina para saber como realizar a inscrição. Caso não tenha Instagram, entre em contato por sbmu.ib@unirio.br.

Conheça a comissão organizadora: Aline Gimenez, Ana Helena Nóbrega, Juliana de Holanda, Natália Araujo, Nathalia Simonetti, Rafaela Barbosa, Deborah Mafia, Helena França, Lucas Tinoco, Maria Luiza Gonçalves, Mariana Formel, Vanessa Gomes, Caio Lessa, Douglas Scoralich, Isabelle Mauser, Luiza Schettino, Rayne Helen, Renan Sampaio e Sulamita Rocha.

Sigam as redes sociais da Semana de Biomedicina da Unirio e fique por dentro das novidades: Facebook, Instagram e Twitter.

Deixe seu comentário