Baleias também fazem esfoliação

Texto traduzido e adaptado da revista digital Science News, escrito originalmente por Roni Dengler.

Quando a Bióloga Marinha Sarah Fortune avistou baleias-da-Groelândia que rolam suas costas nas águas costeiras perto da Ilha de Baffin, no Canadá, há vários verões, ela ficou desconcertada.

A pós-doutoranda, estudante da Universidade da Colúmbia Britânica, em Vancouver, no Canadá, sabia que esses mamíferos árticos raramente passavam por águas quentes e rasas. E com pouco zooplâncton ao redor, eles não poderiam estar na baía para comer.

Então, alguns anos depois, a Fortune e os colegas retornaram com um drone equipado com câmera para descobrir mais. Sua primeira pista foi a pele e riscas incomuns das baleias ao longo de seus corpos. Quando o drone voltou, eles tiveram sua resposta: as gravações de vídeo capturaram as baleias envolvidas em uma sessão de esfoliação improvisada, esfregando seus queixos, as cabeças, as costas e os lados contra as grandes rochas. Uma baleia estava se esfregando por pelo menos 8 minutos.

(A) uma baleia-da-Groelândia com linhas de cinza claro finas e afiadas e (B) de outra baleia com linhas cinza mais curtas e mais largas, que ambos provavelmente refletem o comportamento de retirar pele morta rolando nas rochas. PLOS ONE.

Juntamente com imagens estáticas e uma biópsia de pele, os pesquisadores concluem que essas baleias-da-Groelândia usam as rochas para esfregar a pele e, assim, retirar pele morta, eles relatam hoje no PLOS ONE. Embora esta seja a primeira vez que os cientistas tenham visto esse comportamento em baleias-da-Groelândia, outras baleias árticas – como as belugas – foram vistas preparando-se ao longo de superfícies abrasivas no estuário da Baía de Hudson.

Um benefício para esta limpeza anual da pele? Isso pode ajudar os animais de longa vida a se livrar de pele e parasitas danificadas pelo sol, dizem os pesquisadores.

 


Referências

Roni Degler. Watch these whales exfoliate their way to healthy skin—by rubbing on rocks. Science News.

2017. Fortune S.M.E., Koski W.R., Higdon J.W., Trites A.W., Baumgartner M.F., Ferguson S.H. Evidence of molting and the function of “rock-nosing” behavior in bowhead whales in the eastern Canadian Arctic. PLoS ONE12(11): e0186156.

Você também poderá gostar:

comentários

Sidcley Lyra

Formado em Ciências Biológicas: Microbiologia e Imunologia pela UFRJ no ano de 2017. Tenho experiência na área de Microbiologia, com ênfase em Microbiologia Ambiental. Além dos estudos que resultou no TCC, participei de alguns projetos de popularização da ciência, como o Cineclube Biofilme e o Ciência em Jogo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: