Categoria: Divulgação Científica

Conheça os vencedores do I Hackaton de Divulgação Científica em Saúde

Na primeira semana de junho de 2018 ocorreu o Primeiro Hackaton da Divulgação Científica em Saúde na Tenda da Ciência Virgínia Schall, organizado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e INCT Comunicação Pública da Ciência e Tecnologia, em parceria com Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino, Museu da Vida e Banco Interamericano de Desenvolvimento. Dois projetos foram contemplados com o financiamento pela Fiocruz com recursos de até R$25 mil.   Mas o que é um Hackaton? Para quem não está familiarizado com o termo, Hackaton é utilizado, tradicionalmente, para se referir a maratonas de programação, no estilo de acampamento, onde programadores,… Leia mais

Por que vemos tão pouca popularização da matemática?

Esse texto foi escrito por Thiago Araujo, pós-doutorando pelo Asia Pacific Center for Theoretical Physics, Coréia do Sul.  Twitter: @thiagrr Eugene Wigner afirmou que a efetividade da matemática nas ciências naturais é ‘irracional’[1], e que não existe nenhum motivo óbvio para sua amplitude de aplicações e versatilidade como “guia” para os fenômenos naturais. Eu diria que exceto dois ou três “poréns”, eu tendo a compartilhar com a mesma perplexidade de Wigner. Apesar de todo esse poder ainda vemos pouquíssimos materiais e veículos dedicados à popularização da matemática[2]. Por que? As explicações são, aparentemente, muito simples e podem ser resumidas a… Leia mais

Divulgando ciência: faça onde e quando puder

Esse texto foi escrito por Scarlathe Bezerra da Costa, mestranda na pós-graduação de Microbiologia (IMPG/UFRJ) e aluna do Laboratório de Biologia de Anaéróbios Na última semana, mais precisamente no dia 15 de março de 2018, a revista Science, uma das revistas mais influentes da comunidade científica, divulgou um artigo que tem como título “Why I don’t use Instagram for science outreach”, em português, a tradução seria “Por que eu não uso o Instagram para divulgação científica”. Ao que parece, desta vez, a revista não teve a reposta positiva que costuma receber. E o que teria causado esse feedback negativo?  … Leia mais

O neurocientista, Carl Hart, vem para a Bienal do Livro!

A Bienal do Livro do Rio de Janeiro está chegando e dentre as diversas programações que o evento proporciona este ano podemos contar com a presença de um neurocientista americano, Carl Hart, conhecido por seu trabalho com abusos e vícios em drogas e por sua visão diferenciada do assunto. Ele foi o primeiro professor titular negro de ciências na Universidade de Columbia em Nova Iorque, onde é o presidente do Departamento de Psicologia e professor de Psicologia nos Departamentos de Psicologia e Psiquiatria. Em 2014,  Hart publicou seu livro “Um preço muito alto”, onde ele conta sua história e afirma que… Leia mais

5 coisas que você precisa saber sobre os cortes na ciência

No começo do mês de agosto veio uma notícia que preocupou muitos bolsistas do CNPq: as bolsas serão cortadas. A principal agência de fomento* à pesquisa do país, atingiu o teto orçamentário programado para o ano de 2017. Isso implica que cerca de 100 mil bolsistas e pesquisadores que são financiados pelo CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) terão suas bolsas cortadas a partir de setembro.   Entenda o atual cenário: O orçamento do CNPq aprovado para 2017 é de R$1,3 bilhões, porém o órgão está autorizado a gastar apenas 56% do total (R$730 milhões) por ordem do… Leia mais

A importância da divulgação científica nos dias de hoje!

A divulgação científica nada mais é do que a difusão do conhecimento científico para a sociedade. E graças à internet e as redes sociais, o acesso à informação ficou cada vez mais fácil. Entretanto, precisamos nos atentar a veracidade das informações, pois na internet onde todos são “donos da verdade”, nos perdemos entre os fatos reais e boatos. Apesar da internet ter colaborado muito para o acesso a  informação, a maioria das pesquisas e descobertas científicas circulam principalmente na academia científica, nas universidades e centros de pesquisa, sendo consumida pelos próprios pesquisadores, autodidatas e alguns curiosos. A não ser que… Leia mais