Categoria: Tecnologia

Organismos Geneticamente Modificados e suas aplicações no mundo moderno

Os organismos geneticamente modificados, também conhecidos pela sigla OGMs, podem ser definidos como qualquer organismo, plantas, animais ou micro-organismos, que tiveram seu material genético alterado com o objetivo de favorecer a expressão de algumas características ou gerar algum produto biológico desejado.  Essas modificações em seu material genético, DNA ou RNA, não aconteceriam de forma natural, por acasalamento ou recombinação natural. Contudo, a biotecnologia moderna é capaz de fazer a recombinação de genes através de técnicas da Engenharia genética, também conhecida como tecnologia do DNA recombinante.  Melhoramento genético clássico x Engenharia genética  O melhoramento genético clássico consiste na seleção do melhor… Leia mais

Como Santos Dumont exemplifica a importância da ciência aberta?

Em 12 de novembro, no campo de Bagatelle em Paris, sob o olhar de diversos espectadores, Santos Dumont alça voo com seu 14-bis por 220 metros estabelecendo um recorde para a época. Ao realizar este voo, que não era seu primeiro, o inventor brasileiro impactaria o desenvolvimento da aviação nos anos seguintes. Dumont tinha uma mentalidade a frente de seu tempo, você sabia que a primeira mulher a comandar um veículo aéreo foi a cubana-americana Aída d’Acosta usando um dirigível construído por Dumont? E, ainda, ele exerceria influência em áreas inimagináveis, mesmo para sua mentalidade avançada.  Pai do avião? Apesar… Leia mais

Biomimetismo: quando os humanos imitam a natureza

Não podemos negar que os humanos  são seres audaciosos e criativos. Desde os tempos antigos, a partir da observação da natureza, encontramos inspiração e salvação para diversos problemas e dilemas que afligiam e que continuam afligindo nossa realidade.  Um exemplo disso é o mito de Dédalo e Ícaro. Resumidamente, na história, o inventor Dédalo construiu asas utilizando cera de abelha e penas de diversos tamanhos capazes de voar para que ele e seu filho, Ícaro, fugissem do Labirinto do Minotauro. No entanto, já aos céus, Ícaro voou alto demais fazendo com que a cera de suas asas derretessem e, assim,… Leia mais

Ciência e Tinder? It’s a match!

Recado do autor: Neste novo texto quero deixar a marca de como pretendo escrever. Falar de ciência sempre misturando fatos inusitados, que ao final do texto levem as pessoas a pensar: caramba, não tinha imaginado ou parado para pensar nisso. Será que vou conseguir? Espero que gostem e aguardo sugestões. Lendo o título deste texto você deve estar pensando que ele falará sobre a química que ocorre entre duas pessoas que se conhecem no Tinder, ou uma explicação sobre o fenômeno da atração física. Se pensou isso, achou errado caro leitor! Antes de chegar ao ponto de rolar uma química… Leia mais

Revolução tecnológica: Qual o futuro do trabalho?

Por Fernanda Vargas Amaral, Luciano Caminha Junior e Renata Silvério de Luca. Centro de Inovação SESI – Tecnologias para a Saúde Comunicação em tempo real, Big Data, cooperação homem-máquina, sensoriamento remoto, equipamentos autônomos, wearables (dispositivos “vestíveis”), interfaces entre cérebro e computador (BCI – brain-computer interface), nanotecnologia e exoesqueletos, estes são apenas alguns exemplos das verdadeiras revoluções tecnológicas que estamos vivendo. Você já parou para pensar onde nós, trabalhadores humanos, nos encaixamos neste novo modelo de trabalho? Ao longo da história, as tecnologias impulsionaram e foram impulsionadas pelas ambições humanas, mudaram a organização social e a maneira de se relacionar. Hoje,… Leia mais

Wifi comum pode detectar armas, bombas e produtos químicos em sacos!

O WiFi comum pode facilmente detectar armas, bombas e produtos químicos explosivos em sacolas de museus, estádios, parques temáticos, escolas e outros locais públicos, de acordo com um estudo conduzido pela Universidade Rutgers, em New Brunswick. O estudo revisado por pares recebeu o prêmio de melhor artigo na Conferência IEEE 2018 sobre Comunicações e Segurança de Redes sobre segurança cibernética. O estudo – liderado por pesquisadores do Wireless Network Laboratory (WINLAB) da Escola de Engenharia – incluiu engenheiros da Universidade de Indiana – Purdue University Indianapolis (IUPUI) e da Universidade de Binghamton. Como funciona? Wi-Fi, Wireless, sinais na maioria dos… Leia mais

Produção de eletricidade por bactérias

Esse texto foi escrito por Cecília Vieira, aluna de graduação no Instituto de Microbiologia Professor Paulo de Góes (IMPG/UFRJ) e aluna do Laboratório de Imunologia Básica e Aplicada. A ideia de utilizar microrganismos para gerar eletricidade não é nova e foi atribuída a Potter em 1911 e embora possa não ser muito conhecida, não foi esquecida, sendo cogitada pela NASA a utilização dessas células para a geração de energia elétrica em viagens espaciais. Um microrganismo conhecido como Geobacter sulfurreducens é capaz de realizar essa ideia. Essa bactéria anaeróbia consegue oxidar matéria orgânica com o auxílio de um inusitado pili eletrocondutor.… Leia mais

Relógios atômicos: Medindo o segundo

Esse texto foi escrito pela nossa escritora convidada Muriel A. de Souza Lobo, pesquisadora na Divisão de Metrologia em Tecnologia da Informação e Telecomunicações do Inmetro e aluna de doutorado do Instituto de Física da UFRJ. O segundo, a unidade de tempo, é uma das sete grandezas fundamentais do Sistema Internacional de Unidades (SI). Primeiramente o segundo foi conhecido como sendo uma fração de 1/86400 do dia médio solar. Entretanto, essa definição era insatisfatória devido às flutuações nos movimentos de rotação e translação da Terra. Em 1967/68 houve um encontro, a 13ª Conferência Geral de Pesos e Medidas (CGPM), no… Leia mais