Tag: cérebro

Aprendizagem social e o cérebro: Como aprendemos com e sobre outras pessoas?

Este artigo foi escrito por nosso colaborador Victor Egrácia. Artigo traduzido e adaptado de Frontiers for Young Minds O que é a aprendizagem social e por que é importante? Quando você pensa sobre o que aprendeu mais recentemente, a primeira coisa que vem à mente é muito possivelmente algo que você aprendeu na escola. Por exemplo, o vocabulário de inglês que você precisa saber para a prova. Aprender essas coisas pode ser útil no futuro: se você for à Inglaterra ou aos Estados Unidos, poderá pedir informações. O conhecimento aprendido (como o vocabulário inglês) pode ser muito importante. No entanto, além… Leia mais

A Neurociência da persuasão: Você sabe quando está sendo enganado?

Esse texto foi escrito por Caroline Frere Martiniuc, graduanda em Microbiologia e aluna do Laboratório de Ecologia Microbiana Molecular Muitas vezes quando ouvimos o termo “persuasão” associamos ao termo “manipulação”, porém, os significados de ambos são um pouco distintos. A manipulação consiste em exercer influência e manusear fatos a seu favor, eliminando qualquer possibilidade de raciocínio crítico sob uma determinada situação. Por outro lado, persuadir se assemelha a “convencer”, o que significa uma tentativa ativa de mudar as atitudes ou crença de uma pessoa a partir de transmissão de mensagens, a partir de uma conversa com argumentos. O mais interessante… Leia mais

A neurociência da raiva: porque sentimos raiva?

A raiva é um sentimento de protesto, insegurança, timidez ou frustração, contra alguém ou alguma coisa, que as pessoas demonstram quando se sentem ameaçadas. Varia de intensidade e de pessoa para pessoa, podendo ser uma simples irritação ou uma demonstração de fúria. Os disparos de raiva são diferentes para todos. Mas basicamente: se outros não aderirem às suas normas sociais ou pessoais, você ficará com raiva. Eles variam de acordo com a idade, gênero e até mesmo com a cultura. Por exemplo, a raiva nas mulheres é mais provável desencadeada por suas relações pessoais. Enquanto os homens são mais prováveis de serem irritados por estranhos… Leia mais