Tag: Filme

O cientista na produção de filmes de ficção científica

Escrito por Fernando Alves |Nerd Curioso – Professor de História – Pedagogo Quando assistimos a um filme, geralmente, não nos importamos com os detalhes técnicos ou com os processos que levaram a produção da obra final que ficam disponíveis nos cinemas, em mídias físicas (atualmente, discos em Blu-Rays) ou nos controversos Torrents. Um dos aspectos do processo produtivo dos filmes que começaram a ganhar ênfase na divulgação dos filmes no século XXI é o making-of, ou seja, documentários dos bastidores da produção dos filmes e programas de TV. Os making-of se tornaram algo tão valorizado no cenário da divulgação dos… Leia mais

A criação da imagem de cientista pelos filmes

Antes de tudo, vamos fazer um pequeno exercício: Diga em voz alta o nome do primeiro cientista que vem a sua mente. Falou? Bom, provavelmente esse cientista era homem, branco, de idade avançada e vestia um jaleco. Acertei? Se não acertei todas as características, aposto que passei bem perto. Essa é uma visão da profissão cientista que uma grande parcela de crianças e jovens acreditam ser a verdadeira1, 2. Nessa perspectiva, o cientista aparece numa visão estereotipada e acaba sendo excluída a possibilidade de existir cientistas negros, mulheres, jovens e cientistas que não utilizam jaleco no imaginário social. Mas não… Leia mais

Arara do desenho “Rio” entra em extinção

Esse texto foi escrito por Thiago A. Leão-Pires, mestre e doutorando em Ecologia pela UNICAMP. Todos, ou pelo menos a maioria de nós, já vimos ou ouvimos falar da animação Rio1. Recentemente, foi descoberto que algumas das mais raras e maravilhosas espécies de pássaros do mundo – incluindo um dos maiores símbolos da fauna brasileira, a ararinha-azul2 (Cyanopsitta spixii), espécie que inspirou o filme de animação Rio – foram extintas na natureza. No filme, “Blu”1, nome dado a ararinha-azul2 macho que vive em cativeiro nos Estados Unidos, é levada de volta ao Brasil, pois é o último representante macho da… Leia mais

“To the bone”: falando sobre distúrbios alimentares

O mínimo para viver (To the bone, em inglês) foi o lançamento original da Netflix que estreou no catálogo de filmes no dia 14 de julho. O filme retrata a vida de Ellen, uma menina de 20 anos, que sofre de anorexia e sua busca por tratamento. Existe uma preocupação com filmes que abordam transtornos mentais (anorexia, bulimia, depressão, etc.), pois ao mesmo tempo que eles alertam a respeito das doenças devastadoras, também podem servir como gatilho de start do problema em algumas situações. Não estamos aqui para fazer uma crítica ao filme sob esse aspecto, mas sim para aproveitar… Leia mais