Tag: neurociência

Como a neurociência do prazer explica a teoria do vício?

“Quanto maior é a sede, maior é o prazer em satisfazê-la.” Dante Alighieri Já parou para pensar quantos pequenos momentos de prazer temos em nossas rotinas diárias, do acordar ao dormir? Ver e beijar aquela pessoa que você tem atração, beber uma água bem geladinha quando você acabou de se exercitar, o aviso do seu banco falando que seu salário caiu na conta, aquele chocolate que você tava com tanta vontade de comer. E então você pode estar se perguntando: como sentimos esse prazer e quem “traduz” para nós essa sensação? Além disso, temos o córtex, uma fina camada da… Leia mais

Como baleias e golfinhos dormem sem que morram afogados?

Ao dormir, seu cérebro “dorme” também, certo? Bem, isso depende de que tipo de organismo você é. Pense sobre animais que respiram mas vivem embaixo d’água, como os cetáceos (golfinhos e baleias), assim como todos os mamíferos, eles precisam dormir. Mas você já parou para pensar como esses animais fazem para dormir já que precisam ir à superfície respirar?  Diferentes dos peixes, que possuem brânquias e conseguem retirar seu oxigênio estando totalmente imersos na água, cetáceos respiram através de pulmões e precisam ir até a superfície para ter acesso ao oxigênio, que é captado por seu orifício respiratório – uma… Leia mais

Música: uma herança evolutiva ou uma ferramenta poderosa?

“Ah, music,” he said, wiping his eyes. “A magic beyond all we do here!” – Albus Dumbledore É com esta frase do personagem feiticeiro do universo imaginado por J.K. Rowling na sua obra literária de ficção, Harry Potter, que começo por enfatizar um mistério que intrigou o próprio Darwin, ao tentar contemplar na sua teoria da evolução, o prazer que o ser humano sente com a música.  Da mesma maneira que grande parte do conhecimento possibilitado por Darwin, foi herdado por inúmeras gerações de investigadores e filósofos do comportamento, também esta interrogação permanece como um enigma que motiva muitos dos… Leia mais

Entre pesadelos e calmaria: como funcionam os sonhos?

“Nós temos sonhos; não é talvez toda a vida um sonho? Mais precisamente: existe um critério seguro para distinguir sonho e realidade, fantasmas e objetos reais?”                            – Arthur Schopenhauer Nosso cérebro é certamente uma máquina biológica fantástica. Dividido em dois hemisférios e seis lobos, que são capazes de perceber tudo aquilo em nossa volta: o medo e o prazer, o irreal e o real, o perigo e o alívio. Estamos inclusive falando de sensações, emoções, memorização, fala, audição, visão, olfato, entre outras incríveis capacidades, e tudo isso… Leia mais

A Neurociência da persuasão: Você sabe quando está sendo enganado?

Esse texto foi escrito por Caroline Frere Martiniuc, graduanda em Microbiologia e aluna do Laboratório de Ecologia Microbiana Molecular Muitas vezes quando ouvimos o termo “persuasão” associamos ao termo “manipulação”, porém, os significados de ambos são um pouco distintos. A manipulação consiste em exercer influência e manusear fatos a seu favor, eliminando qualquer possibilidade de raciocínio crítico sob uma determinada situação. Por outro lado, persuadir se assemelha a “convencer”, o que significa uma tentativa ativa de mudar as atitudes ou crença de uma pessoa a partir de transmissão de mensagens, a partir de uma conversa com argumentos. O mais interessante… Leia mais

A neurociência da raiva: porque sentimos raiva?

A raiva é um sentimento de protesto, insegurança, timidez ou frustração, contra alguém ou alguma coisa, que as pessoas demonstram quando se sentem ameaçadas. Varia de intensidade e de pessoa para pessoa, podendo ser uma simples irritação ou uma demonstração de fúria. Os disparos de raiva são diferentes para todos. Mas basicamente: se outros não aderirem às suas normas sociais ou pessoais, você ficará com raiva. Eles variam de acordo com a idade, gênero e até mesmo com a cultura. Por exemplo, a raiva nas mulheres é mais provável desencadeada por suas relações pessoais. Enquanto os homens são mais prováveis de serem irritados por estranhos… Leia mais